Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

O Dom das Lágrimas

Posso até sofrer e chorar enquanto o mundo ri; mas coragem, minha alma, coragem! Porque aquele para quem tudo é possível não faltará e Ele prometeu: a vossa tristeza se há de transformar em alegria. Mas me vale esperar na verdade do que me iludir numa alegria de aparências.

Mundo, você não me engana mais. Conheço suas falsas alegrias. Também eu já fui vítima de suas ilusões. Mas, agora, estou um passo a sua frente, pois enquanto eu conheço, porque já experimentei, sua alegria passageira, você não conhece a alegria que Deus me dá. É alegria nas tribulações e depois das tribulações. É alegria que não passa. Mundo eu conheço a força que age em você, mas você não conhece a força que age em mim. E maior é o que está em mim do que aquilo que está em você. Entre eu e você, apenas um de nós é o tolo; e acredite, não sou eu. 

quarta-feira, 30 de março de 2011

eu cinza . . . dia cinza

hoje o dia amanheceu cinza, triste e frio. e aqui dentro de mim também, tudo está cinza. frio. e escuro. não sei, se o dia está mesmo assim ou se vejo lá fora, o que sinto aqui dentro.




hoje não vi pássaros, não vi borboletas, não vi luz. . . vi um vazio, uma solidão, e mais um não. . . o não de Deus, o não de não ser a hora ainda. . . mas quando? quando chegará a vez de eu parar de sofrer? quando? quando o que eu tanto espero vai acontecer? e quando as coisas ruins vão parar de se acumular? e o medo, quando cessará? quando minhas lágrimas de dor darão lugar para as lágrimas de felicidade? e esse amor? quando ele aprenderá a me compreender e a me dar mais carinho? 
hoje não vi sol, não vi chuva, não vii alegria. . . hoje o dia estava cinza, lá fora e aqui dentro de mim.!

domingo, 27 de março de 2011

amizade

você apareceu do nada. e depois que apareceu, foi se tornando tão especial. o tempo nos tornou mais do que amigas, o tempo nos fez irmãs. hoje, três anos depois, já vivemos muitas coisas juntas. já rimos muito, já choramos muito. . . bons momentos foram os que passamos juntas. com você, aprendi uma coisa que hoje dou muito valor, aprendi a conhecer e a aceitar Deus. as coisas mudaram um pouco de um tempo para cá, as coisas mudaram um pouco. já não sinto as coisas como antes. meu coração tem se magoado muito. você mudou, eu mudei, nós mudamos. fico feliz pela sua felicidade, pelas suas amizades, mas eu queria tanto que você percebesse o quanto EU preciso de você. o quanto eu preciso da sua atenção. não somente daqueles "conselhos" radicais.  não somente do jeito que tem sido. sinto falta daquela de antes, não em relação a ser ou não baladeira ou tals. daquele que me dava muito mais atenção, muito mais carinho. eu tenho minhas limitações. tenho as minhas necessidades e como eu queria que você pudesse entender essas necessidades. como eu queria que você entendesse a minha necessidade de atenção. de carinho. como eu queria que você pudesse voltar a ser aquela, que a todo instante queria tirar uma foto comigo. e não como tem sido. mesmo que você ache que não tem agido assim, eu, o meu coração tem sentido isso, e isso me dói tanto. tenho sentido que já não tenho mais a importância de outro, e que hoje, a presença de outros lhe interessa muito mais, é muito mais importante do que a minha, se eu puder estar presente, ótimo, se não puder, ótimo também. isso são coisas minhas, sabe, do meu coração. e eu queria tanto que você pudesse entender isso. e que se você ainda gosta de mim como antes, que você pudesse mudar isso, que você pudesse perceber onde me machuca. se você soubesse o quanto preciso de você. . . 
Quando eu te conheci, já não sabia mais o que era sentir esse carinho todo que você me demonstrou. e eu me apeguei a isso. tentando sempre estar presente. hoje, meu coração dói de pensar que já não é mais dessa maneira. de já não sentir dessa maneira. eu queria que pudesse entender. o quanto preciso de você e desse carinho que hoje já não é mais assim. que hoje, já não tem mais a mesma força. o que eu sinto é essa falta. o que sinto é que não sou mais tão importante como era antes em sua vida. hoje minha presença se tornou banal. hoje estar comigo ou não estar, é indiferente. e isso machuca. . . 
eu queria que soubesse o que preciso de você que não quero, como me aconselharam, te deixar para que um dia você sinta minha falta e volte a procurar por minha amizade, eu quero que saiba, o quanto eu preciso da sua amizade e o quanto eu espero dela. 
não deixe que a agitação da mudança e das novas amizades, ofusque o brilho da nossa antiga amizade. . . eu gosto muito de você, e gostaria que soubesse, o quanto me dói pensar em perde-la. . . que preciso mais do que palavras duras, preciso de carinho. . . que preciso muito mais do que alguém que aponte meus pecados, ou que queira me ensinar o que È pecado, que preciso muito mais do que lições de sabedoria, apontando como devo deixar as coisas, eu preciso de alguém que além disso me dê carinho e um ombro quando eu precisar chorar e desabafar. . . 
eu ainda amo muito você, e queria muito que tudo fosse como antes. . .

sexta-feira, 25 de março de 2011

eu, por mim mesma



não sei o que sou. não sei o que quero. sou um misto de sentimentos, nos quais eu mesmo me perco.  insegurança. medo. alegria. paz. emoção. felicidade. amor. raiva. dor. rejeição. paixão. confusão. tudo ao mesmo tempo num só coração. quando eu me descobrir, talvez seja tarde demais. pra voltar atrás. pra querer viver. pra poder sorrir. me perco de mim, sem saber pra onde vou.

terça-feira, 22 de março de 2011

Vai Valer a Pena

Vai vai valer a pena!!!!!
eu sei Senhor, meu Deus, que não vai me abandonar. Sei que esse sofrimento, uma hora, vai passar e o Senhor há de me enviar a Vitória. Não quero mais sofrer. Não quero mais deixar a minha fé fraquejar. Não compreendo os Teus caminhos, mas te darei a minha canção. Doces palavras eu te darei, me sustentas na minha dor, isso me leva mais perto de Ti, mas perto dos teus caminhos. Desesperada eu te busco, frenética acredito que a visão da tua face é tudo o que eu preciso. e te direi que vai valer a pena, eu sei que vai valer a pena. 
Senhor, a alegria que o Senhor tem a me enviar é tão grande, que a dor ficará pequena perto dela, eu sei. quando o grande dia chegar eu cantarei Senhor: Senhor, valeu a pena! Eu acredito em Ti.
Abençoado seja o Anjo que me enviou esta canção!

sexta-feira, 18 de março de 2011

Tristeza e Rejeição




ela estava triste há dias. tentava entender o porque. no fundo ela sabe o porque. ela esconde as lágrimas todos os dias, sabe que ninguém ao seu redor entenderia as suas lágrimas. tudo se passa ao mesmo tempo. todos acham que seus problemas são pequenos, mas somente ela sabe o que se passa dentro do seu coração. muito fácil julgar. e achar que ela está exagerando. tudo acontece de uma só vez na vida dela. todas as coisas ruins. e é dificil ser feliz assim. ela sente-se injustiçada. mas o que mais machuca em seu coração, é amizade. ela gostaria de poder contar mais com a ajuda de alguém que ela considera muito especial. esse alguém também enfrenta problemas. e é difícil para ambos conseguir conciliar os problemas. ela tem um sentimento de rejeição dentro dela, que há faz agir assim. . . tudo a faz se sentir rejeitada. você esquece milhares de sofrimentos na vida, mas o sentimento de rejeição é uma dor inesquecível. complicado. é mais forte do que ela, sentir isso. algumas pessoas são mais sensíveis que outras,muitas vezes basta um estímulo pouco significativo para sensibilizar uma personalidade já predisposta. habitualmente são pessoas com baixa auto_estima ou que sofreram situações anteriores. ela se esforça, e acaba ganhando nome de ciumenta. tenta fazer de tudo para agradar, mas acaba sempre desagradando. ela tem medo, de perder tudo e todos e ficar sozinha. tem medo de fazer tudo errado. e acaba sempre errando. A todo momento ela tem de ser ressegurada do afeto da outra. quando não estão juntas ,sente dúvidas sobre os sentimentos da outra.ela só gostaria de ser compreendida. só gostaria que enxergassem as suas carências e as suas tristezas. seria tão mais fácil. ela tem medo de perder. o seu interior não aceita derrota. ela é superprotetora, e erra sempre que age assim. sente-se colocada para segundo plano. sempre para depois. tudo mudou. a outra já não age mais como antes para com ela. e seus olhos se enchem de lágrimas. ela decidiu se calar. para não dizer mais o que ela pensa. suas opiniões não são aceitas mesmo. tudo a sufoca. ela coloca sua fé maior em Deus, que em algum momento há de lhe trazer a vitória. . .
" Senhor que quero obedecer, a sua voz, derrama o teu espirito sobre todos nós, Senhor eu quero mergulhar, me comprometer, entrar na intimidade do teu coração derrama em nós Tua unção. Derrama o teu amor aqui.





que assim seja. . . chega de tristezas por hoje. . . Bom final de semana a todos!

quinta-feira, 17 de março de 2011

Anjo Protetor

video




Recebi esse vídeo ontem a noite, de uma pessoa que posso dizer, que apareceu na hora certa... estava com o coração aflito, angustiado, tantas coisas ruins acontecendo, tantos acontecimentos, tantas coisas que eram para acontecer e não acontecem. . . E a gente sempre errando, tendo medo, a verdade é que acho que todos nós precisamos ter o nosso anjo guardião. esse vídeo veio me trazer a certeza, de que eu tenho um, ou melhor tenho dois, pois com tudo o que está acontecendo, descobri em alguém que há anos está ao meu lado, que ele também é meu anjo. . . e selei a certeza de que quero ser o anjo guardião de uma pessoa especialmente especial em minha vida, Inês, eu serei o seu anjo sempre minha gordinha, nada poderá destruir a nossa amizade, que Deus consagrou.

Depois disso tudo, decidi que eu preciso mudar, não pedirei mais a Deus que faça o que eu quero e preciso cair do céu, pedirei para que Ele me dê forças, pois a partir de hoje, vou lutar fortemente por aquilo que quero. . .


"Para conseguir converter alguém, é necessário primeiramente que você converta o seu coração"


é isso que farei, e para me ajudar, tenho certeza de que encontrei alguém com o coração convertido, e pronto para ajudar o próximo a se converter. . .

por hoje é só, beijos e fiquem com Deus.

by Rê Franco